19 Batalhão de Polícia Militar deixa o Ipsep e vai para o Pina

Imagem: Google

Está confirmado. O 19ºBatalhão de Polícia Militar será transferido do Ipsep para o bairro do Pina, junto ao Shopping Rio Mar, empreendimento de João Carlos Paes Mendonça. No local, será instalada Patrulha Escolar da Polícia Militar de Pernambuco e a banda da PM.
A medida já era comentada pelo bairro há vários meses, tendo mobilizado todo o bairro com um abaixo assinado com 3.500 assinaturas pedindo a permanência do batalhão no bairro. O abaixo assinado foi levado ao alto comando da SDS, mas não foi levada em conta. À época, comerciantes do Ipsep fizeram campanha, tendo mobilizado inclusive políticos, como o deputado Ricardo Costa, que teve audiência inclusive com o governador, que negou que a transferência estivesse em curso.
O Comandante do 19° Batalhão, Major Araújo, em reunião com lideranças do Ipsep, declarou que a decisão “não tem volta”. A luta dos comerciantes, agora, é para ter pélo menos uma Companhia de Policiamento, que poderia ser instalada no antigo Núcleo de Segurança, na Avenida Recife, entrada para o Ibura.
A permanência do 19 BPM no Ipsep por quase 10 anos não resolveu de todo os problemas criminais do bairro, mas dava uma sensação de segurança aos moradores, que inclusive sempre foram bem acolhidos no Batalhão por todos os comandantes que por ali passaram. Com a transferência, em data ainda indefinida, o temor é que aumentem os assaltos e não se tenha policiamento próximo.

Oposição cobra regularização de repasses para a UPA Imbiribeira

Imagem: Google street view

Da assessoria - O deputado Silvio Costa Filho (PTB), líder da Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco, visitou na tarde desta sexta-feira (6) a UPA Imbiribeira - Maria Esther Souto Carvalho, para conferir as dificuldades enfrentadas pela unidade. A visita foi motivada por nota publicada na imprensa pelo Instituto Pernambucano de Assistência à Saúde (IPAS), organização social (OS) responsável pela administração da UPA, denunciando o atraso nos repasses de recursos para a unidade.
Representando a Bancada de Oposição, Costa Filho, ouviu da coordenadora geral da UPA Imbiribeira, Isabelle Braga, o relato das dificuldades enfrentadas por causa no atraso dos repasses, como a redução da quantidade de atendimentos. “Ainda hoje estamos aguardando o repasse de setembro. Desde 2014, quando a situação começou a se agravar, temos um déficit de aproximadamente R$ 2 milhões”, contou.
Isabelle conta que já teve que cortar em 10% o orçamento da unidade, mas mesmo assim os atrasos continuam. Segundo a nota publicada pelo IPAS, o déficit financeiro vem repercutindo principalmente no pagamento aos fornecedores e na redução do quadro de pessoal, comprometendo o atendimento à população. “Nem a nossa ambulância, que está na manutenção, conseguimos colocar em operação por falta de recursos”, relatou a coordenadora da unidade.
Para Silvio Costa Filho, falta ao Governo a decisão de priorizar o atendimento à população. “O Estado tem priorizado outras áreas, como publicidade, consultorias e manutenção da Arena Pernambuco, enquanto acumula um passivo de R$ 2 milhões com uma UPA como a da Imbiribeira”, questionou. Desde o início do ano, a Bancada de Oposição na Alepe vem realizando visitas a hospitais e UPAs e denunciando a situação de colapso vivido atualmente pelo sistema público de saúde.
Em nome da Oposição, o parlamentar se colocou à disposição dos profissionais da UPA, que têm se desdobrado para manter o atendimento à população, para cobrar do Governo do Estado e da Secretaria de Saúde, a regularização dos repasses para o IPAS.  “Entendemos que cabe ao governador fazer escolhas e o correto seria adiar pagamentos que podem esperar, como o feito à Arena, e priorizar os serviços prestados à população. Principalmente na saúde, por estarmos lidando com a vida dos pernambucanos”, destacou Costa Filho.

Boa Viagem e Imbiribeira lideram recuperação empresarial em Recife

Terezinha Munes, presidente da JUCEPE

49,9 mil empresas foram abertas em Pernambuco de janeiro a setembro de 2015, sendo mais de 13 mil em Recife e mais de 4 mil em Jaboatão dos Guararapes

De acordo com dados da Junta Comercial de Pernambuco (Jucepe), 49.932 empresas foram abertas no Estado no período de janeiro a setembro deste ano. Esse número é 4,4% maior que os 47.782 registros no mesmo período de 2014. “Os dados sinalizam que Pernambuco se mantém com um empreendedorismo forte apesar da crise que afeta a economia do País como um todo. Contudo, não podemos esquecer que, em épocas de alta dos índices de desemprego, muitas pessoas utilizam os recursos obtidos com as indenizações para abrir um negócio”, afirma Terezinha Nunes, presidente da Jucepe.
O total geral de empresas extintas, nesse período, foi de 13.936, contra 10.154, o que representa uma alta de 37,2%. A presidente da Jucepe considera natural as extinções que ocorrem todos os anos. Com relação ao aumento registrado em 2015, ela afirma que, além da crise econômica que afeta todo o País, o aumento no número de empresas extintas foi favorecido pela implantação, a partir de janeiro, de um novo sistema que possibilitou o fechamento de uma empresa em até três dias. “O fim da burocracia estimulou as pessoas a não mais deixarem o fechamento da empresa pendente”, explica.
Pernambuco possui atualmente cerca de 475 mil empresas ativas, das quais 183,6 mil são Microempreendedores Individuais. Entre as atividades empresariais mais procuradas por quem registrou um negócio em 2015 se destaca o Comércio varejista de vestuário e acessórios (6.068), seguido de Comércio Varejista de Cosméticos (3.858), Comércio varejista de bebidas (2.911), Cabeleireiro e manicure (2.541), Lanchonetes (2.533) e Minimercado e mercearias (2.108). Do total de empresas abertas nos primeiros nove meses do ano, 271 foram Sociedades Anônimas
No ranking dos municípios que mais abriram empresas de janeiro a setembro 2015, o Recife lidera com 13.724 empresas registradas este ano, contra 12.669 no mesmo período de 2014, numa variação de 8,3%. Depois da capital pernambucana, os municípios que mais ganharam empresas em 2015 foram Jaboatão dos Guararapes (4.420), Olinda (3.036), Petrolina (2.872), Caruaru (2.693) e Paulista (2.234)
Entre os bairros da capital pernambucana nos quais houve mais registros de empresas estão Boa Viagem (1.261), Imbiribeira (634), Cohab (508), Boa Vista (488), Várzea (430) e Pina (407).

Vila Aprendiz promove atividade lúdica com artista Rafael Mattos

“Plante o amor, colha o bem”. É com esse tema que a Escola Vila Aprendiz, de Boa Viagem, Zona Sul do Recife, une-se ao artista gráfico Rafael Mattos para realizar uma oficina de “Lixo feliz”, com os alunos do ensino Fundamental. Durante a oficina, as crianças vão pintar o muro da escola com mensagens e símbolos que refletem o amor e a sustentabilidade, além de aprenderem a como pegar objetos que iriam para o lixo e transformá-los em arte. A atividade lúdica, que envolve arte sustentável e conhecimento prévio sobre cidadania, acontece nesta sexta-feira (02), na unidade II da Vila Aprendiz, localizada na Rua Waldemar Nery, 630, em Setúbal, a partir das 7h30 para o turno da manhã, e às 13h30 para turma da tarde.
Um regador e um coração. Foi assim que o artista plástico Rafa Mattos criou, em agosto de 2012, o projeto “Plante amor, colha o bem”. Natural do Rio de Janeiro e radicado no Recife há três anos, Rafa Mattos começou a desenhar sorrisos pelo lixo que encontrava nas ruas da capital pernambucana. Seus traços eram fotografados e compartilhados nas redes sociais através da #lixofeliz. A frase “Plante amor, colha o bem”, acompanhada pelo desenho de um regador e de corações, pode ser vista, em vários suportes, por diversos locais do Recife.
O ensino diferenciado da Vila Aprendiz começa na unidade 1, localizada na Rua Coronel Anízio Coelho, 305, em Boa Viagem, que oferece o Ensino Infantil, e continua na unidade 2, localizada na Rua Waldemar Nery, 630, em Setúbal, com o Ensino Fundamental. A escola oferece translado entre as unidades, com transporte exclusivo. Os telefones para contato são: (81) 3463-6925/3091-4222 (Vila Aprendiz 1) e (81) 3127-6009 (Vila Aprendiz 2). Mais informações também podem ser obtidas através do site: www.vilaaprendiz.com.br.

Parceria social capacita de jovens do Pina e Brasíla Teimosa

Jovens de 16 a 24 anos oriundos de Brasília Teimosa e do Pina participam do projeto Página Virada, ação social que antecipa as atividades da X Bienal Internacional do Livro de Pernambuco, a ser realizada de 02 a 12 de outubro próximo, no Centro de Convenções, em Olinda.

Ao longo desta semana 25 jovens, atendidos pelo Instituto João Carlos Paes Mendonça, participaram de oficina de capacitação voltada à qualificação de recursos humanos para o setor de Eventos, proporcionando a formação necessária para que este grupo integre o comércio de produtos em feiras e eventos corporativos.
Após 20h de aulas, os jovens receberam preparação para atuar em áreas específicas como produção, vendas, receptivo, em especial para atender a uma demanda do mercado do Livro, Leitura e Literatura, universo que somente este ano congrega uma média de 300 eventos em todo país. E esta investida culmina nesta sexta (21 de agosto), a partir das 19h, com uma palestra com o livreiro Tarcísio Pereira, editor e antigo proprietário da Livraria Livro 7.
Preparando um novo corpo profissional para atuar no mercado cada vez mais exigente, o expert traçará um panorama geral do mercado criativo, neste momento, além de abordar as dificuldades, desafios e oportunidades deste setor de vendas. “A ideia é preparar os jovens para compreender como funciona o setor de eventos e o segmento livreiro e mais do que tudo a lógica da montagem. Mas também queremos discutir como este setor pode absorver mão de obra especializada, inclusive com foco no projeto da Bienal, que vem atuando neste cenário há 20 anos”, diz Rogério Robalinho, coordenador geral da X Bienal Internacional do Livro de Pernambuco.
Nas aulas realizadas todas as noites, os participantes foram estimulados através de dinâmicas de interação para despertarem suas habilidades para atuação neste setor de eventos, feira e ações corporativas. Participaram de atividades lúdicas, de leitura e reflexão, inclusive com dinâmicas em grupo, desenvolvidos com o objetivo de demonstrar como funciona o mundo, a gestão de produtos, processos de trabalho na área, simulação de abordagens aos clientes e trabalhar as formas corretas de atendimento ao público. Com o apoio do IJCPM, o projeto Página Virada abre uma janela para novas oportunidades para esses jovens que já vinham potencializando seu desempenho no mercado de trabalho, através de oficinas de português, matemática, inglês e informática oferecidas pela organização civil sem fins comerciais.

Feira Beneficente de Brechó no Parque Dona Lindu

Acontece dias 11 e 12 de julho, no Parque Dona Lindu, o Primeiro Bazar Beneficente em prol do Projeto Emanuel e da ONG Farol 52, entidades que ajudam desabrigados, moradores de rua e famílias carentes em todo Pernambuco.
A iniciativa é do grupo independente As Brecholeiras Unidas Para o Bem, e a entrada para o evento é um quilo de alimento não parecível ou uma peça de roupa em bom estado de conservação.
O objetivo é arrecadar 1 tonelada de alimentos, e parte do valor das vendas também será doado às entidades citadas.
O evento inicia às 10 horas e prossegue até as 19 horas. Os participantes concorrerão a vários brindes doados por empresas que apoiam e participam do evento, a exemplo da Calçados Rocha.