Estudante da UPE ganha prêmio em Harvard por lanterna que acaba com infecções

Foto: Divulgação

Caio Guimarães apresentará a descoberta no IV Simpósio Internacional de Saúde Quântica e Qualidade de Vida, onde defenderá a nova fototerapia como substituta dos tratamentos a base de drogas químicas
Tereza Soares - Uma lanterna medicinal portátil que acaba com infecções provocadas por bactérias resistentes a antibióticos foi desenvolvida pelo jovem estudante Caio Moreira Guimarães, que é aluno de engenharia elétrica e ganhou bolsa do programa Ciência Sem Fronteiras (CsF) para estudar em Nova Iorque. Ele utiliza a técnica de frequências de luz no combate a bactérias causadoras de infecções.
O feito científico tem levado o jovem ao reconhecimento nacional pela Revista Forbes, quando foi considerado o jovem empreendedor mais influente do Brasil. Caio Guimarães apresentará a sua descoberta para o mundo no IV Simpósio Internacional de Saúde Quântica e Qualidade de Vida, que acontecerá em Brasília, dias 30 e 31 de outubro e 1º de novembro. O estudante, que é pesquisador da UPE (Universidade de Pernambuco) foi premiado pela Universidade de Harvard e pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT).
Caio Moreira Guimarães cursa Engenharia Elétrica na Escola Politécnica de Pernambuco (Poli/UPE), e foi escolhido pelo CsF para cursar engenharia em Nova Iorque. Na Hufstra University teve aulas de engenharia biomédica o que o ajudou a conseguir uma vaga para pesquisar no Wellman Center for Photomedicine, em Boston. Graças ao seu invento, ele foi convidado a apresentar um pôster, junto com outros cientistas, em um evento de conclusão do programa. Seu pôster foi considerado o melhor do evento e escolhido por cientistas de Harvard e do MIT. O estudante ainda recebeu um convite para apresentar seu projeto, na Photonics West, a maior conferência de fotomedicina do mundo. O evento aconteceu em São Francisco, Califórnia, onde participou representando a Universidade de Harvard e o MIT.
Em Recife, onde Caio reside há 11 anos, ele continua sua performance nas pesquisas com os professores do Instituto de Ciências Biológicas da UPE Bruno Carvalho e Márcia Morais. Os protótipos da lanterna serão aplicados em colônias de bactérias encontradas em hospitais do Brasil, associadas aos casos de sepse (infecção generalizada). “O primeiro passo serão testes nas bactérias que podem levar os pacientes à morte”, disse Bruno Carvalho. Atualmente, 25% dos internamentos em leito de UTIs no Brasil acontecem por síndrome séptica, e 55,7% dos pacientes morrem.

COMO FUNCIONA

Foto: video de Diário de Pernambuco

Como uma lanterna portátil, o equipamento conta com lâmpadas de led calibradas para irradiar uma frequência exata de luz, que é visível a olho humano e não tem efeitos colaterais. Uma microagulha guiar a luz da fonte para dentro dos tecidos humanos, atingindo até mesmo áreas mais profundas


SERVIÇO
IV Simpósio Internacional de Saúde Quântica e Qualidade de Vida
Data: 30 de outubro a 1º de novembro
Local: Centro de Convenções Ulysses Guimarães.
Endereço: SDC Eixo Monumental – Lote 05, Brasília/DF
Informações: (81) 99182-5059 e (81) 99335-4148
Inscrições online:
http://portalsaudequantum.com.br/iv-simposio-internacional-de-saude-quantica-e-qualidade-de-vida
Outras informações:
https://www.youtube.com/watch?t=11&v=amG2JpLQJuQ